sábado, 2 de agosto de 2008

bristol 2


Bristol parece uma Londres mais relaxada, tranquila, pessoal muito amigavel, tou curtindo bastante.  Ontem toquei na Festa Brazilian Beatz (foto acima), 400 pessoas amarradonas pra ouvir so musica brasileira a noite toda, e a maior parte de ingleses, o que eu prefiro, pois voce pode entrar mais num conceito, mostrar coisas novas que eles se amarram. Fiz meu live e toquei muitas coisas de musica brasileira com influencia de ritmos eletronicos. Claro que o som do club era uma maravilha, os subgraves batendo bonito e fazendo todo mundo feliz.

Na pista 2, o lendario DJ Derek 75 com um corpinho de 74, tocava com com MDs um reggae de primeira qualidade, e ainda dava uma de MC com sotaque jamaicano! Amazing.

A noite foi perfeita. No dia seguinte eu encontrava as pessoas pela cidade e todos varios me disseram como se amarraram, adoraram a diversidade e a mistura de estilos com a musica brasileira.

Dormi na casa do Claudio, um dos socios da festa e professor de capoeira que coordenou a roda que se apresentou no meio da noite, e que foi excelente. Ele entrou pra imortalidade quando gravou a controversa introducao do ultimo disco do portishead. Foi contratado por 300 libras pra recitar um pequeno texto em portugues, e me falou que o texto nao tem nada de radicalismo religioso, apenas eh um texto falando de karma, dizendo que o que voce faz, sempre volta pra voce em triplo. Ainda disse que o pessoal do portishead ia gravar em espanhol, mas resolveram em portugues devido a popularidade do Brasil por aqui.
Foi legal amanhecer em Totterdown, o bairro que eu ja conhecia apenas de ver em um clipe do portishead. 

Hoje toquei pre centenas de pessoas num festival que foi das 11 as 19h, com o Kacey, entre as bandas. A que eu mais gostei foi a banda de swing-folk-jazz-balcanica Sheelanagig, que mostrou que tem muito ingles com swing, num show divertidissimo e performatico. 

Um comentário:

Maria Claudia Pompeo disse...

eita pessoa viajada né?
hehehe
aventuras! adorando!
beijoca